E a tralha nossa de cada dia????

Olá gente boa...
     Escrevo aqui para conversar sobre a importância de não deixar os objetos tomarem conta da sua vida e acabarem atrapalhando e impedindo a chegada de coisas novas.
    E falo de cadeira, porque sou uma acumuladora de objetos confessa... pra se ter uma ideia, levei aproximadamente um dez dias pra conseguir destralhar um espaço aqui na minha casa... e foi difícil, e cansativo, irritante, amedrontador e exigiu muita persistência... me senti consumida...
     Em minha defesa, devo dizer que foram mais ou menos uns dez anos de tralha que me livrei e parte dela não era só minha. Sim, eu tinha (ou será que ainda tenho?) muito apego as minhas coisas todas, pois cada uma delas tinha uma lembrança especial de um tempo que vivi e fui muito feliz de algum jeito... foi doloroso mexer em algumas coisas e muitas vezes pensei em desistir..
     Ainda continuando a minha defesa, talvez esse apego todo se deva a perdas importantes que eu tive na minha vida, uma delas e a maior, que me acompanha sempre como uma ferida (em fase de cicatrização agora): perdi a minha mãe muito cedo e isso fez com que ao longo da vida eu transferisse a ausência física dela (ainda que eu tenha tido uma outra mãe que me criou) para os objetos.       
     Emocionalmente ter determinado objeto supria temporariamente uma falta: uma ausência de um afeto que nunca foi preenchido totalmente e que vai ficar marcado em mim até o final dos meus dias.
    Desapegar. Jogar fora. Doar. Foram exercícios que pratiquei muito nesses últimos tempos e me sinto muito mais leve e pronta para novos desafios (sem tanto apegos agora).    
     Só quero manter comigo aquilo que for realmente importante pelo tempo necessário e depois também deixar ir...
     Isso tem me feito um bem enorme... tenho tido mais paz, mais tranquilidade e uma vontade de viver novas experiências ....
     Sei que tem mais coisas que ainda precisam ser liberadas... mas cada coisa a seu tempo... cada coisa liberada tem aberto espaço para uma abundância que eu não nunca tinha experimentado....
     Um dia eu quis uma vida sofisticada e cheia e objetos... hoje eu quero paz e simplicidade... isso me ajuda a me respeitar e a respeitar todos aqueles que amo...
     Meu conselho é... dá uma olhadinha ai na sua volta e observa o que não faz mais sentido pra você... quem sabe não está na hora de  deixar ir algumas coisas??

Muita abundância e luz pra todos!!!


Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário e um endereço de contato pra gente se falar!!!