Sobre a felicidade...

Olá pessoas...
     Vim aqui pra gente conversar um pouquinho sobre essa coisa que o pessoal chama da FELICIDADE.

    Esta palavrinha tão simples mas tão cheia de significados...

     Talvez um dos problemas seja a expectativa que criamos em torno dela: que seja algo grandioso, duradouro, espetacular... difícil de alcançar...E não vou negar que possa ser tudo isso mesmo mas, na sua essência, a FELICIDADE é algo bem mais simples.

    Eu proponho a vocês um exercício: fechem os olhos e imaginem a última vez que vocês se sentiram realmente felizes, conectados, presentes... aquele momento em que a gente suspira fundo e pensa "se eu partir dessa vida agora, tá valendo". Onde vocês estavam? Com quem? Havia alguma relação com alguma conquista material?

   Eu penso, devido a provas diárias, que a FELICIDADE está muito mais relacionada a pessoas e a momentos que não precisam ser grandiosos mas sim de uma profunda conexão, presença e entrega. Sem alardes. Sem grandes produções.

   A FELICIDADE é uma conquista e algo que nos exige trabalho constante, aceitação e serenidade.

   A FELICIDADE genuína aquece o coração, nos deixa sorrindo pra vida e nos permite reencontrar a beleza perdida nas pequenas coisas do dia a dia.


Muita luz e felicidades pra todos!!!

Sobre o efeito das nossas escolhas

   Me perdoem mas vou começar o nosso papo por aqui relembrando algumas coisas óbvias:
- a cada inspiração estamos fazendo escolhas
- ninguém nasce sabendo escolher
- pra fazer boas escolhas é preciso fazer praticar e errar muito
- as escolhas mais reais são as mais difíceis e vem do coração.

  No momento em que chegamos nesse mundo começaram as nossas escolhas: uma família,uma identificação de gênero, quem irá nos cuidar e amparar nesses primeiros momentos... essas primeiras escolhas geralmente não são feitas diretamente por nós, mas eu creio que em algum nível há algum tipo de escolha nossa.
  E assim seguimos... por um longo tempo fazendo "escolhas guiadas", nossa família nos conduzindo por caminhos: onde morar, onde estudar, o que comer, como se vestir... 

    Depois isso muda e agora nossas escolhas são guiadas pelos grupos com os quais nos identificamos mais e nos quais nos sentimos acolhidos. E apenas alguns poucos corajosos decidem fazer escolhas diferentes de seus pares e ouvir o que lhe parece ser o mais genuíno.

   Ninguém nasce sabendo escolher, a gente vai praticando ao longo da vida. Alguns de nós mais do que outros por uma série de motivos: é bem mais confortável seguir as escolhas dos seus grupos do que partir para uma aventura e seguir o que a sua alma está dizendo. Aquelas pessoas que se guiam pelo que os outros lhes dizem, são aquelas que tem o chamado "sucesso na vida": um emprego estável, uma família, filhos, casa, carro, viagens e também são aquelas que tem mais arrependimentos no final da vida, e que geralmente ficaram "confortáveis" no piloto automático  ao longo sua vida. E, quando chegam na velhice ou quando uma doença louca aparece se perguntam o que fizeram das suas vidas, porque não amaram mais, se arriscaram, fizeram aquelas coisas que sonhavam quando eram crianças...

    Pra fazer boas escolhas é preciso praticar e errar. Fazer o que todo mundo faz é fácil: aí tu te formas na faculdade, arrumas um bom emprego, casa e tem filhos. Isso é o que todos esperam de ti!!Mas, e se não for esse tipo de vida que tu sonhou? Se preferes a liberdade ou se ainda estás procurando os teus caminhos? Que aliás, podem ser mudados a qualquer tempo... basta uma tonelada de coragem...

  As escolhas mais reais  são as mais difíceis e vem do coração. Demora um tempo e um monte de escolhas erradas pra gente descobrir o que realmente a gente quer e olha que às vezes, descobrir o que se quer dá um medo terrível (um toque de experiência própria aqui)! Mas não arriscar é bem pior!!! A gente vai se largando e deixando que a rotina e as contas a pagar irem nos comendo por dentro... e é preciso que a vida nos dê um tranco pra gente conseguir acordar...        
  Essas escolhas de coração exigem um monte de renúncias e uma força de vontade de um herói: muitas pessoas vão te apontar o dedo ou te dar conselhos mas, bem no fundo, gostariam de ter essa coragem de mudar.  

   Quando a gente ouve o coração e se deixa guiar por ele as escolhas sempre vão ser as melhores: vão nos trazer momentos lindos, muito aprendizado e uma vida cheia de memórias e poucos arrependimentos.

 Desejo, do fundo do meu coração que vocês consigam ouvir o seu coração nas suas escolhas.

Muita luz pra todos!!!

Feche os seus olhos agora...

Feche seus olhos agora e só por um instante
E ouça o que o seu coração tem pra dizer
Feche seus olhos agora e só por um instante
Se permita amar quem quiser sem qualquer tipo de pudor
Feche seus olhos agora e só por um instante
Se lembre da última vez que sorriu e do seu último choro sincero
Feche seus olhos agora e só por um instante
E esqueça todas as convenções sociais, os padrões, as regras de boa conduta
E ame sinceramente, incondicionalmente, intensamente
Feche seus olhos agora e só por um instante
Se lembre de quem você realmente é ...

Muita luz e muitos olhos fechados..

Escreva o seu milagre


  


Olá pessoas,
     Eu sempre gostei de ler durante toda a minha vida: poder viver outras vidas, aprender coisas novas, se conhecer, conhecer outras culturas... sempre me fascinou... Muitas vezes a única companhia que tive na vida foi um bom livro me esperando em algum lugar ou me acompanhando onde quer que eu fosse.
    Gosto tanto de ficar nesse mundo que já nem perco mais ou meu tempo tentando socializar quando estou mergulhada em uma leitura que me fascina. Ler me deixa forte, corajosa, feliz e me conforta muito.  
    Tem um lugar aqui na minha cidade, um café no qual os homens da cidade se reúnem pra conversar que eu adoro ir... me sento em uma mesinha em um canto acompanhada de um bom livro e o tempo voa... nem presto atenção em que está na minha volta. É quase um ritual pra mim: significa que o mundo está girando nos eixos e que não estou tão perdida quanto eu imaginava!! Me sinto extremamente reconfortada. Ah... essa paixão por livros já me salvou de muitas armadilhas nas quais eu me coloquei e está sempre ao meu lado me resgatando quando necessário.
     Chega momento em que tantas leituras me transbordam como agora e sinto uma necessidade urgente de escrever. E  tenho tanta coisa pra dizer que nem me importa o que os outros pensam ou se essa escrita está perfeitinha.
    Escrevo para os outros mas especialmente para mim mesma... pra me conhecer e me entender melhor. Já tentei escrever um diário mas sempre foi fácil... teve dias de apenas duas sofridas linhas... acho que eu tinha perdido a minha fé em mim mesma e só queria ficar no meu casulo. Pois é.... li tanta coisa e vive um outro monte que o meu casulo ficou pequeno...uma pessoa especial me disse pra voltar a escrever e eu resolvi arriscar... e nesse domingo lindo de sol e calor tô aqui sentada escrevendo e amando cada minuto... eu precisava mesmo escrever...
       Meu conselho é : leia muito, leia sempre, leia coisas diferentes mas não esqueça de alguma maneira deixar essas leituras entrarem em vocês e lhes mudarem de alguma maneira..

Um excelente domingo pra todos.

Muita luz e leituras pra vocês.

De volta...com muita estórias pra contar...

    Oiii gente boa... de volta por aqui... depois de muitas horas de silêncio e muito aprendizado....
    Precisei de muito tempo para reencontrar a minha voz novamente, mais madura, mais real mas ainda muito sincera...
   Neste tempo todo de silêncio virtual... aprendi muito sobre mim mesma e só voltei a escrever porque aquilo que mora aqui dentro da minha mente e do meu peito está transbordando e pensei que talvez alguém nesse planeta também precise escutar o que tenho pra dizer...
   Depois de muitas horas de yoga, meditação, conversas incríveis, lições de dor estou pronta a compartilhar com vocês um pouco do meu mundo.... com alguns segredos e muita honestidade e coração em cada palavra.
   Uma vez alguém me disse que eu, se quisesse, seria uma ótima psicóloga porque as pessoas tem facilidade em me contar sobre as suas vidas .... prefiro ser euzinha mesmo e deixar que a vida me traga as pessoas que precisam me ensinar alguma coisa e que de alguma maneira eu possa ajudar..
Tô aqui... vamos papear???

Muita luz pra vocês todos...