Sobre caminhar só...

        Eu ando só e já faz um bom tempo. Por algum tempo muito breve, algumas pessoas caminharam durante algum tempo ao meu lado. Foi bem legal, divertido e também bastante sofrido.

     Hoje faz um ano que tive uma pessoa ao meu lado por um tempo. De lá pra cá resolvi caminhar sozinha para evitar dores maiores. 

    Meu último relacionamento foi do tipo meteoro: chegou na minha vida sem avisar e fez um estrago considerável, cheguei até mesmo a ficar fisicamente doente. 

     A última pessoa que caminhou ao meu lado se mostrou incapaz de alcançar o meu ritmo e nem sequer se mostrou disposta a isso e dessa vez, eu percebi os sinais de que havia algo errado e comecei a me afastar.

    De tanto ficar sozinha, acho que acabei me acostumando e hoje, nem consigo imaginar como seria ter alguém na minha vida, uma pessoa que realmente se disponha a caminhar do meu lado e lute para que as coisas funcionem.

    Decidi parar de me machucar e não deixar que as pessoas caminhem ao meu lado. Para evitar decepções, evito que as pessoas se aproximem muito de mim e isso tem me poupado algumas lágrimas, muita ansiedade e bastante preocupação.

    Ainda que eu tenha todas essas vantagens, existem momentos em que caminhar só fica muito difícil e quando isso acontece eu procuro dirigir o foco da minha vida para outras coisas: faço leituras, vejo filmes, escrevo um pouco, limpo um armário.... faço atividades que me distraiam e ocupem o meu tempo. 

        Andar só tem sido uma experiência enorme da autoconhecimento e percebo que cada vez mais estou pronta para permitir que uma nova pessoa entre na minha vida. Que venha quando estiver pronta. Sem pressa. E que venha pra ficar.

Muita luz pra todos!!!

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário e um endereço de contato pra gente se falar!!!