Mude a sua perspectiva!!!

        Mudar a perspectiva sempre foi um desafio pra mim. O mais fácil e menos trabalhoso foi manter os velhos padrões: reagir sempre do mesmo jeito, responder da maneira mais conhecida.

      Responder de uma outra maneira aos acontecimentos da vida e agir diante das situações e não apenas reagir é um aprendizado que dá bastante trabalho. E causa uma certa dor e algum desconforto.

      É muito mais fácil e socialmente aceito, se irritar diante de uma pessoa que passa na sua frente em uma fila e criticar duramente uma pessoa que, por algum motivo que não é conhecido, evita cumprimentar seus colegas de trabalho.

        Eu, que já li tanta coisa a respeito, e já vivi tantas situações ainda me pego reagindo de maneira agressiva e preconceituosa: é muito fácil apontar os erros nas outras pessoas e simplesmente sair julgando e rotulando, do que tentar, fazer um esforço sincero de se colocar no lugar da outra pessoa.

     Não temos o hábito de agirmos com compaixão diante das pessoas que de alguma forma nos magoam, e tentar entender os motivos que as levaram a agir de determinada maneira. 

      Criticar, julgar, condenar é fácil. O trabalho maior e mais desafiador é conseguir perdoar, apoiar e até mesmo desculpar quem age assim sem que o mundo faça a gente se sentir um babaca. 

     Daí, escolhi o post acima pra ilustrar essa necessidade urgente de repensar a forma como interagirmos com o mundo: procurando se fixar menos nas coisas que não necessariamente deram errado, mas sim aconteceram de uma maneira que não estávamos esperando, e fazer um esforço para reconhecer que o que pareceu "dar errado" foi, na verdade, uma oportunidade de aprendizado e de deixar um espaço aberto para que outras coisas pudessem acontecer, espaço para o inesperado que com certeza virá da forma que menos esperarmos e quando nem estivermos aguardando alguma coisa.

Muita luz e novas perspectivas pra todos!!!

2 comentários:

  1. Natália Cassina5 de julho de 2016 15:36

    Oi Laís! Verdade, é sempre mais fácil criticar e se irritar, ainda mais nessa correria do dia a dia. Acredito que a gente deve desacelerar, em vário sentidos, até parar com esses julgamentos que fazemos.

    Ótimo texto!

    Bjoss

    ResponderExcluir
  2. Lais, acabo de dizer para a decolega Auri, que o que parece estar lento ou errado nada mais é do que a vida nos dando espaço para nos acertarmos. Pois tudo é como deve ser e está onde deve estar.
    Beijo querida!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário e um endereço de contato pra gente se falar!!!