Feliz ano novo!!!

Bem vindo 2016....
Demorei mas tô de volta...
        A cabeça fervilhando de ideias e o coração pulsando a mil...
      Volto pra cá, pra voltar a conversar e compartilhar com vocês tudo que está passando na minha cabeça...
     O meu sumiço foi fruto de muitas coisas: medo, vergonha, raiva, apaixonites, dores diversas, interesses mil...

      Eu tava esperando a minha vida dar uma desacelarada e tudo ir pro lugar pra começar a postar de novo... que ilusão... tadinha de mim... se eu for esperar as coisas se acalmarem já vi que tô ferrada de verde e amarelo...

    Entonces... vamo lá... vamos do jeito que dá... vamos deixar toda essa inércia pra trás e começar a contar um pouco do que eu ando pensando...
    Uma palhinha já posso adiantar... tô em uma fase de escolhas: mais saudáveis, mais felizes...menos se adaptar aos outros e mais escolher o que me faz bem.

    Nesse período todo de silêncio virtual, aproveitei pra me conhecer melhor, escutar o que o meu corpo e o meu coração estão me falando e realmente tentar coisas novas... sim, eu... aquela pessoa que não gostava nem um pouco de mudanças, tá tentando mudar isso, e aprender que as mudanças são necessárias e importantes... de nada adianta resistir e fazer cara feia... esse é o prato do dia e vamos saboreá-lo do melhor jeito que der, se não gostamos de alguma coisa, vamos colocar ela do lado e depois tentamos aproveitá-la...

     Me afastei de muitas pessoas, algumas até sobre as quais falei por aqui, não foi muito legal, mas extremamente necessário para dar espaço para outras pessoas e experiências... e tenho aprendido muito a cada dia...

    Virei uma pessoa que medita todos os dias e que não come muita carne. Parei de beber e de me colocar em situações sofridas... ando pensando muito mais antes de fazer alguma coisa... mas não me tornei uma covardona não senhora... só tô mais seletiva e escolhendo melhor quais são as lutas pelas quais devo me empenhar. 

     Deixei de levar a vida tão a sério, mas, não parei de me levar a sério: pensar e sentir profundamente e decidir se algo vai me fazer mais bem do que trazer prejuízos...

     Tenho recaídas: me fecho no meu mundo. Choro (muito pouco é verdade) e até me permito dizer uns palavrões eventualmente.

    Tomei algumas decisões e estabeleci um norte bem claro para as minhas atitudes, comportamentos e decisões. Não deixo de explorar coisas novas, mas procuro por coisas que não me afastem ou desviem do que eu considero importante...  e tá funcionando?? Bom tenho tido mais aprendizados e me culpado menos quando as coisas dão errado... eu penso que sempre vai passar... e isso tem funcionado!!

     Penso que, quando parei de correr atrás das borboletas e comecei a cultivar o meu jardim, comecei a ser muito mais feliz e as borboletas começaram a surgir...

Muita luz e muitos aprendizados

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário e um endereço de contato pra gente se falar!!!