Descontrole da Crespa!!!: Tempo para uma pausa

Descontrole da Crespa!!!: Tempo para uma pausa: Oi gente boa...      Estive um tempo fora. Garanto que foi por bons motivos. Eu penso que a vida, às vezes, nos pede pausas , tempos para...

Tempo para uma pausa

Oi gente boa...
     Estive um tempo fora. Garanto que foi por bons motivos. Eu penso que a vida, às vezes, nos pede pausas, tempos para parar e refletir. Tempo para questionar e se ouvir.

     A pausa foi bem longa eu admito. Fiquei um pouco congelada, parada. Percebi que estava me envolvendo em muitas coisas e com muitas pessoas ao mesmo tempo. As coisas não estavam legais.    
  
        Havia muita correria, muito coração batendo descompassado, pensamento longe e excitação pelos motivos errados. Talvez as prioridades não estivessem bem claras e, na ânsia de perder alguma coisa, empreendi e me arrisquei demais... como sempre e com todos, eu sempre me entrego de coração e sem reservas... talvez tenha falado demais... ou de menos... mas uma coisa eu garanto: fui fiel a tudo o que eu sentia; não prometi nada mais do que eu podia entregar e fiz tudo do jeitinho que gostaria que tivesse sido feito para mim. Paciência. Nem sempre as coisas são como a gente imagina ou deseja que sejam, e por mais que a gente se dedique... as coisas simplesmente não funcionam.

        Aproveitei esse tempo de relativa ausência virtual, para estudar, ler e me ouvir bastante. Encontrei várias perguntas sem respostas, muitas escritas que não me representavam e, muito ruído alto... tão alto que eu nem estava mais conseguindo me ouvir, e mesmo recolhida eu estava mais exposta do que nunca!!! Sei que parece um paradoxo!!! Tem momentos na vida que eu me recolho e evito ao máximo sair onde eu costumava ir, para me dedicar inteiramente a algo, a me entregar de coração e procurar enxergar tudo de bom que está acontecendo: ver e sentir profundamente quem está compartilhando os momentos comigo. 

               Li muita coisa. O universo me mandou muitos recados e hoje eu percebo isso. Na medida que os fatos iam acontecendo, um determinado livro ia me chamando mais atenção, e o mais engraçado de tudo, foi que esses livros estiveram sempre comigo o tempo todo mas eu não tinha coragem de começar a lê-los... Só de pensar o que eu encontraria pela frente eu já morria de preguiça e medo... sim... sim... os livros me dão medo sim!! E às vezes mais do que as pessoas!!! Eles ressoam em mim e deixam uma marca!!! Me provocam e me impulsionam a tomar determinadas atitudes. E eu li tanto que cheguei a pensar que eu não tinha mais nada para dizer!!! Justo eu!!! Sempre tão cheia de palavras!!! Hoje percebo que era apenas uma parada estratégica!! Estou transbordando de ideias!!!

               Ah... e havia outra coisa!!! E o ruído!!! Havia tantas vozes falando na  minha cabeça ao mesmo tempo (sim, sim eu ouço vozes na minha cabeça o tempo todo!). Todas gritavam ao mesmo tempo coisas sem muito sentido... Ganhava o berro mais alto!!! Eu estava cansada... Já nem sabia qual daquelas vozes realmente me representava!!! Tive que ter muita disciplina, e uma grande ajudinha do universo para conseguir silenciar a minha cabeça... ufa, foi um alívio... eu não aguentava mais tanta gritaria... o primeiro dia de silêncio foi bem estranho e até engraçado... senti uma paz muito grande... Hoje as vozes já estão mais organizadas, já consigo priorizar qual delas eu quero ouvir e analisar se o que está sendo dito faz algum sentido.

         Essa pausa foi muito boa. Eu recomendo e possivelmente eu faça outras (espero que não tão longas!!!)... Agora preciso compartilhar com vocês, aos poucos, minhas descobertas... Espero que alguém aí do outro lado se beneficie!!!


Muita luz para todos!!
Laís Ribeiro

Novas formas de publicar e se relacionar...

    Imagina só uma rede social que não fica toda hora te enviando joguinhos e comerciais... imagina uma rede com um layout clean e cheia de gente interessante e de conteúdo relevante... imagina uma rede social que te recompensa financeiramente por tuas publicações de conteúdos teus e inéditos!!! Essa rede é assim e vale muito a pena conferir... /www.tsu.co/laisamelia...

    Muita luz, conteúdo de qualidade e novas conexões pra todos!!
Laís Ribeiro

A falta que você não me faz

Oi pessoas...
               Hoje me peguei pensando nas muitas pessoas que passaram pela minha vida nos últimos tempos.

            Nesse ano, me propus a fazer algumas mudanças. Uma das mais importantes foi a tarefa de conhecer pessoas novas. Não é novidade que eu sempre gostei de gente mas, tive algumas experiências que não foram tão boas como eu esperava; conheci muitas em um espaço de tempo bem curto e pelas motivações e expectativas que eu não estava preparada.

          Após um tempo de muita agitação algumas dessas pessoas que conheci, se tornaram bem importantes para mim: abri espaço na minha vida e no meu coração para elas e desejei que fizessem parte da minha rotina e do meu mundo. Devo confessar que não deu muito certo: as pessoas ocupam o lugar que querem e podem na vida da gente e, não,  aquele que criamos e desejamos.

              Pois é, uma dessas pessoas que conheci, foi colocada em um lugar importante pra mim: parecia haver sintonia, abertura e conexão, e penso que, até determinado ponto havia, não do modo como eu queria, mas a conexão já estava criada. O castelo de areia construído e a miragem/imagem do relacionamento parecia bem real.

        Percebo, agora, que estávamos em perspectivas de amizade diferentes, em graus de proximidade desequilibrados e com distâncias de relacionamento a serem ajustadas. Aliás, devo confessar que, equilibrar e ajustar medidas sempre foi meu ponto fraco, meu aprendizado na matemática do amor e das relações foi bem falho!!! Até hoje desconfio que não cursei bem essa matéria.

     A conclusão que chego, embora provisória, é que você não me faz muita falta, e , o motivo, embora óbvio, ficou claro agora: só faz falta, quem um dia esteve presente e, esse, definitivamente, não é o nosso caso.

Muita luz pra todos!!!
Laís Ribeiro