Coisas a serem ditas ao amor da minha vida...

Estou lendo um livro incrível chamado "Por onde andam as pessoas interessantes" do Daniel Bovolento. Há textos incríveis e nesse post vou falar sobre um deles chamado Ao amor da minha vida. Nele o autor escreve uma série de coisas que gostaria que o amor da sua vida soubesse. Vou comentar alguns trechos do que ele escreveu, e quem sabe eu escreva uma carta parecida com o texto dele pra ver se eu tenho sorte e o universo me responde (ou será que ele já tá respondendo e eu não tô conseguindo ver???). Bom vamos ao texto:

Querido amor da minha vida,
"Que eu te reconheça no momento em que puser meus olhos em você. E que você saiba que houve um encontro ali." Essa tarefa é um desafio. Como saber que alguém é o grande amor da sua vida? Sempre podemos ouvir o coração... mas será que saberemos ouvir o que ele realmente está nos dizendo ou apenas vamos ouvir aquilo que queremos? Como ter certeza no olhar? Penso que temos um olhar tão viciado em sempre ver as mesmas coisas, a olhar para tudo do mesmo jeito... que penso ser bem difícil conseguir ter alguma certeza no olhar...
"Que você se encante comigo de alguma maneira". Prometo fazer o possível mas o encantamento genuíno não segue roteiros nem se vale de atos planejados... ele simplesmente acontece: sem hora, sem lugar e sem perguntar aos envolvidos o quanto e como querem se encantar. Acho que tem mais a ver com borboletas no estômago e música de violino (já ouvi falar que quando nos apaixonamos ouvimos esse som, confesso que ainda não aconteceu comigo)... o encantamento está relacionado com a sintonia... estar vibrando na mesma frequência de uma outra pessoa e assim conseguir compartilhar pensamentos e perspectivas, sem fingimento e medo.
"Que você não seja um ponto final. Que seja as aspas, as reticências, o parágrafo, o travessão. Que você seja." Nada de pontos finais, de pontos de chegada ou coisa parecida... eu quero e preciso de mais do que isso... preciso das possibilidades que as aspas insistem em reduzir, a imprecisão das reticências, o novo que o parágrafo sempre apresenta, e o suspense de um travessão!!! Preciso de um amor que me encha de possibilidades, que me ofereça a imprecisão de uma rotina feita na hora, o novo de cultivar os sentimentos de várias maneiras diferentes e sempre novas e o suspense que me mantenha atenta a preciosidade e o tesouro que é encontrar um grande amor pra chamar de seu.
"Que você possa contar comigo, possa dormir comigo, possa brigar comigo. Que você não se arrependa naqueles momentos em que a gente questiona o amor, que você tenha orgulho de me mostrar pras suas amigas e que elas tenham inveja de você." Eu quero um amor completo: que tenha seu lado caretinha, que tenha as mãos dadas, o beijo mais apaixonado, o almoço de domingo na sua casa. Que tenha uma pitada de ciúme e até umas briguinhas, só pra garantirmos o quanto precisamos um do outro. Que tenhamos paciência e calma, e sejamos maduros o suficiente para estarmos constantemente revendo e renovando o que nos uniu: porque amar de verdade dá trabalho, exige entrega, dedicação e trabalho em equipe... mas vale muito a pena...Que a nossa união sirva muito mais de inspiração do que seja motivo de inveja: que juntos possamos mostrar pras pessoas que amar vale muito a pena!!!
"Que eu possa te fazer sonhar. Que eu possa realizar os teus sonhos e te consolar caso alguma coisa dê errado no meio do caminho. Que eu não saia nunca do teu lado, nem quando você pedir". Ufa... isso foi lindo... nem sei se preciso dizer mais alguma coisa. Talvez eu acrescentaria a necessidade de permitir que você tenha seus próprios sonhos e que, mesmo que eu não esteja diretamente envolvida neles, que você encontre uma maneira de me incluir, mas que isso jamais seja motivo para que você diminua ou esqueça dos seus sonhos. Quero que saibas que te amo muito e isso incluí um desejo infinito de que você seja muito feliz, e que mesmo que o mundo diga o contrário, eu tenho uma fé inabalável em você e no seu talento. Quero que você jamais esqueça que eu serei sempre seu porto seguro, sua fortaleza e que meus braços não se fecharam jamais, a não ser pra te abraçar e dizer que tudo vai ficar bem.
"Que a gente saiba reconhecer o valor da companhia um do outro. Que eu te ame como nunca amei ninguém e que você me modifique da maneira que teu amor quiser." Que saibamos construir uma vida nossa juntos pelo tempo que for, e que as bases disso sejam enraizadas na crença profunda de que somos dois seres humanos que merecem muito serem felizes e amados. Se for preciso mudar, que seja por nossa vontade própria e por um bem maior. Que sejamos capazes de crer que juntos somos mais fortes e que a nossa união só servirá se for para fortalecer os nossos sentimentos e nos tornar pessoas melhores pra nós e para o mundo.
Para finalizar, eu somente citaria o Daniel Bovolento e terminaria essa carta assim:
"Mais importante que isso tudo: que você exista. E que não demore tanto pra chegar à minha vida".

Muita luz e muito amor pra todos!!!
Laís Ribeiro.

O poder de um abraço

       Abraçar alguém é um dos atos de amor mais bonitos e mais poderosos que alguém pode fazer...
      Existem abraços de vários tipos: formais, frouxos, protocolares, envergonhados... e outros mais poderosos, mais firmes, longos e apertados, apaixonados, envolventes e doadores de amor e energia.
      Sobre os primeiros, acredito que já estamos todos familiarizados, e, se bobear, a maior parte dos abraços que trocamos ao longo da nossa vida foram do primeiro tipo: exigências familiares ou sociais, trocados apenas para agradar alguns e cumprir expectativas alheias...
      Eu, sinceramente acredito que a maioria das pessoas recebeu pouquíssimos abraços do segundo tipo. Vamos chamar de Abraços de Coração, no qual, os corpos se tocam mas são almas que se encontram e se entrelaçam. Nesses tipos de abraços, palavras são totalmente desnecessárias porque os dois corações estão em um diálogo tão profundo e tão sincero que os corpos estão simplesmente servindo de canais para que a energia do diálogo se estabeleça. São mais longos e mais apertados e íntimos que
os do primeiro tipo: exigem, uma doação e uma entrega sincera daqueles que estão envolvidos. Confesso que são poucas pessoas que recebem abraços meus desse tipo, porque há tanta doação e entrega que nem todos são capazes de compreender e há um altíssimo risco de que sejamos interpretados de maneira errada.
     Nessa semana eu tive o privilégio de abraçar uma pessoa assim... saí de alma renovada e.... sorriso no rosto... cheia de energia boa!!!

Muita luz e muitos Abraços do Coração pra vocês!!
Laís Ribeiro

Carta de amor

Oi gente...
Espero que setembro tenha começa tão bem pra vocês como começou para mim. Sempre gostei de cartas de amor e na minha adolescência, escrevi muitas cartas para os meus namoradinhos... achava fofo... eram sempre cartas longas, cheias de promessas, pedidos, saudades, carinhos... hoje, alguns anos e uma filha depois, se eu fosse escrever uma carta para um amor acho que seria mais ou menos assim.

Querido...
 
       O tempo passa em uma velocidade e tem um som e um sabor muito diferentes quando você está longe. As horas se arrastam e os sons todos me parecem iguais. E as cores? Parecem todas do mesmo tom... o tom da saudade, o tom da espera...
       Hoje me peguei pensando em como seria a nossa vida juntos, em como seria a sensação de todo o dia acordar do teu lado e sentir o teu peso e o teu perfume próximos a mim...Com o que sonharias? Terias pesadelos? Eu seria capaz de te confortar??
       Pensei também o quanto seria bom me aninhar em você depois de um dia longo e assim ficar horas apenas sentindo a sua respiração e o pulsar do teu coração.
      Sinto falta de você, da sua voz, das suas piadas sem graça, da forma como você mexe os olhos quando está entendiado e até mesmo quando precisa que eu me afaste um pouco. E seus barulhos pela casa? Eu mal tive tempo de aprendê-los todos e você já se foi.
        Sinto falta da sua risada e dos seus silêncios. Da sua gentileza com os mais velhos e da sua simpatia com as crianças... sinto falta de tudo isso.
         Mal tivemos tempo pra nos conhecermos!!! Ainda não sei o nome da sua primeira namorada e nem o nome da primeira mulher que lhe fez chorar. Sei que você ama a sua mãe e tem uma ligação incrível com ela e isso, aos meus olhos, lhe torna ainda mais especial....
       Tudo poderia ter sido diferente mas, no nosso caso, não foi. Ainda estamos aqui cheios de cicatrizes e com muitas outras bagagens emocionais no coração. Quem sabe a vida não nos dá uma( nova) chance?
      Quero muito que saibas, que independente dos rumos pelos quais a vida nos levar, vou te amar pra sempre e se tiver que escolher entre ficar comigo para que apenas eu seja feliz, prefiro que você faça a escolha mais difícil pra mim, e vá a procura de sua felicidade.... porque me mataria olhar para os seus lindos olhos e vê-los tristes e distantes de mim. Por isso eu digo, vá meu amor, vá ser feliz!! Se me escolher, serei a mulher mais feliz de toda a terra, mas se não for, também serei feliz porque saberei que a pessoa que eu amo precisa de asas e precisa continuar a sua busca.
Eu, vou te amar pra sempre!!!

Muita luz e muitas cartas de amor pra todos
Laís Ribeiro

Meus desejos para Setembro!!!

Oi gente,
        Dizem por aí que existem alguns períodos da vida que podem ser chamados de "infernos astrais". Eu não acreditava muito nisso, mas o querido mês de agosto que acabou, o mês do meu aniversário, foi marcado por situações complicadas. Explico me melhor para que vocês não pensem que eu estou de mimimi. O meu carro foi batido duas vezes, em um intervalo menor do que uma semana entre uma acidente e outro.
             Não fazia uma semana que o carro tinha voltado da oficina e" bum" alguém me bateu... de novo. E antes, que vocês comecem a dar risadinhas e pensar "também só podia né, mulher na direção", esclareço que em nenhum dos dois acidentes a culpa foi minha: dois homens, apressados e distraídos cruzaram o meu caminho e "resolveram" me bater. O primeiro acidente só resultou na chateação de ficar uma semana sem carro. Já o segundo... bom esse teve ambulância, polícia, guincho... o espetáculo completo.
        Soma se a  isso um empacamento geral, da minha vida em vários aspectos: consegui cumprir praticamente todo o desafio das 30 postagens, resolver algumas paradas íntimas minhas, mas de resto... foi só moleza e vontade de ficar na cama.
       Sei que muitos vão rir disso... hoje pela manhã já levantei com outro astral... mesmo ainda me recuperando de uma virose que o queridíssimo agosto me deixou de lembrancinha, eu acordei bem mais animada e decidida a colocar as coisas em ordem: arregaçar as mangas e começar a mexer naqueles trocentos projetos que estavam parados.                                                                                    Pois é... mal eu comecei a me mexer... e o universo já me mandou um presentinho: encontrei um velho amigo que a tempos não conversava e jogamos um bocado de conversa fora. Foi muito legal.
Meus desejos pra setembro são os seguintes: empenho e sucesso em novas empreitadas profissionais, saúde, tempo de qualidade e divertimento com a minha filha, uma trégua para o meu coração que vive se metendo em furadas, e quem sabe, um novo amor, uma nova chance?
Esses são os meus desejos, e prá vocês que acompanham esse blog, um setembro cheíssimo de flores e amores!!!

Muita luz e novas perspectivas pra todos!!!

Laís Ribeiro.