Uma pitada de coragem

           Hoje eu parei pra pensar o quanto as pessoas tem o hábito de reclamar das suas vidas: empregos,relacionamentos, dinheiro, peso, clima, trânsito...parece que estamos envoltos em uma nuvem muito densa de descontentamento. Não condeno de todo essa atitude, alguns eventos são realmente muito desconfortáveis e só uma pessoa sem "sangue nas veias" conseguiria não se irritar e não reclamar.
           Eu me enquadro nesse grupo das pessoas reclamonas com muita frequência!!!Reclamar me parece a atitude mais confortável diante de qualquer problema: geralmente achamos um ou mais culpados e tudo fica do mesmo jeito. Na verdade, acabamos por deixar mais pessoas chateadas e contaminadas com o nosso mau humor.
           O mais engraçado disso tudo é que, como já disse alguém por aí, queremos resultados diferentes mas continuamos fazendo as coisas do mesmo jeito!!! Queremos um emprego melhor mas não somos corajosos o suficiente pra largarmos aquele emprego de "apertador de parafusos" que não nos faz nem um pouco feliz. Estamos a procura de uma pessoa para compartilharmos a vida mas, quando encontramos alguém acabamos por sufocar o outro com nossas expectativas ou lhe impor um milhão de exigências. Nossas roupas já não nos servem direito mas continuamos a consumir comidas nada saudáveis e viciantes que nos oferecem um conforto psicológico temporário ( e isso eu posso dizer de cadeira!!! Eu adoro chocolate e porcarias... principalmente quando estou chateada!!!) E a lista continua...
        Me desculpem agora por dizer o óbvio: pra novos resultados adote novas atitudes!!! Procure um novo emprego ou um sentido naquele que você desenvolve (mesmo que seja um apertador de parafusos/escritor/ cantor); permita-se conhecer novas pessoas em lugares que você nunca foi, receba com um sorriso e o coração aberto aquele convite para um café que aquele seu amigo vem lhe fazendo a tempos; procure fazer exercícios nem que sejam apenas caminhadas, ouvindo músicas bacanas e animadas, descubra novas maneiras de usar roupas que valorizem o seu corpo e comece a se amar e se aceitar (mas não deixe pra depois a necessidade de arrumar aquilo que você acha que não tá legal); quando estiver chateada, dê uma caminhada, converse com um amigo, escreva, chore um pouquinho...
         Eu sei que é preciso ter coragem pra mudar as coisas e que nem sempre isso é um trabalho fácil. Acho que o segredo é igual aquele que aprendemos quando começamos a caminhar... um passo de cada vez, e nunca deixar que os tombos ou a falta de habilidade nos impeça de procurar aquilo que nos faz feliz!!

Muita luz prá todos.

Laís Ribeiro

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário e um endereço de contato pra gente se falar!!!