Sobre a necessidade de ver gente

            Mesmo não sendo apreciadora de "junções", especialmente se for na minha casa, eu confesso: eu amo ver gente.
           Sentar em um lugar público e ficar apreciando o vai e vem de pessoas, representa um dos poucos e menos dispendiosos prazeres que eu tenho na vida.
          Me alimenta a alma ficar observando as pessoas e ficar tentando adivinhar o que as motiva, quais são seus sonhos, do que elas tem medo, quais são seus arrependimentos, do que se orgulham...
        Eu observo os senhores de cabelos brancos e aspecto (responsável?!) e fico imaginando que um dia forma o bebê de alguém... que foram esperados, celebrados, repreendidos...
       E os jovens... com seus fones de ouvido e sua atitude de donos do mundo... cada um deles vivendo um mundo particular, com sua própria trilha sonora, andando por aí cheios de sonhos e esperanças de mudar o mundo, e de fazer a diferença... alguns um pouco mais sérios já com cara de adultos, com andares mais firmes e apressados, conferindo seus relógios e falando nos celulares...
       De modo geral, as pessoas "adultas" me parecem sérias demais, como se a seriedade impusesse uma espécie de respeito: agora que sou um "adulto", sorrir e sonhar não fazem mais parte do meu mundo e preocupações, horários a cumprir, contas a pagar...
Fico me perguntando se eu também ando tão séria assim pelo mundo... eu espero que não... a vida é muito bonita e muito imprevisível para tanta seriedade!!!

Muita luz e sorrisos pra todos!!!
Laís Ribeiro

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário e um endereço de contato pra gente se falar!!!