Descontrole da Crespa!!!: Medo do escuro

Descontrole da Crespa!!!: Medo do escuro:         Uma das heranças menos legais da minha separação, foi um medo de dormir no escuro. A escuridão e o silêncio sempre foram necessári...

Medo do escuro

        Uma das heranças menos legais da minha separação, foi um medo de dormir no escuro. A escuridão e o silêncio sempre foram necessários para que eu tivesse uma boa noite de sono. Sempre foi assim.
        Depois  da separação comecei a ter medo de dormir no escuro.  Sempre penso que algo ruim pode acontecer comigo  ou com a minha filha, como se eu fosse fazer uma grande bobagem.
         Um medo bobo e bem primitivo do qual não consigo me livrar, como se fosse uma fase de um jogo que ainda não estou pronta pra ultrapassar,um portal para um monte de coisas novas e desafiadoras.
      A luz que fica ligada toda a noite serve pra me lembrar que toda a escuridão  sempre  tem um fim e enquanto  ela não chega sempre haverá os paliativos...algo pra diminuir a dor e a escuridão.
     Já faz mais de dois anos que  me separei mas tem horas que parece que foi ontem . Sei que muita coisa eu já consegui superar....enquanto outras continuam a me dar medo.
     Penso que isso possa ter a ver com a minha necessidade de controle das coisas e com o fato de que agora eu sou o comandante  e o imediato  do meu navio e que não  há  mais nenhum  copiloto ou ajudante,e,daí, quanto mais rápido eu puder reconhecer  a situação, mais rápido vou poder começar a trabalhar na solução.  Ao mesmo tempo,isso  revela  a minha fragilidade e um forte desejo de proteção.  Isso  tudo é muito  louco e muito  delicado  de lidar.
     Portanto, eu admito ter muito medo  de  dormir no escuro. É algo muito pessoal e vou precisar do meu próprio tempo e ritmo para supera-lo. Não me apressem!!!

Como eu me sinto agora!!!!


Totalmente.... como há tempos eu não me sentia...
           O mês de julho foi um tempo de rompimentos e "livramentos"... excluí da minha vida tudo aquilo que me fazia mal e me causava agonia. Na seleção dessas coisas e pessoas, usei meu coração como bússola. As coisas excluídas deixaram um grande espaço em branco e uma dor que aos poucos estou superando. 
          Algumas estavam se fazendo muito presentes e estavam tomando um lugar e uma importância muito grande na minha vida. Possivelmente isso se deva ao fato de eu ter permitido que elas entrassem e lhes dado um valor muito maior do que realmente tinham... tudo era visto com um olhar de ternura e esperança.
         Hoje percebo que, em alguns casos, houve muito mais desperdício de energia do que aprendizado. Talvez por isso que eu me sinta tão perdida... foi pelo meu coração que essas pessoas entraram porque eu permiti.O tempo provou que não valia a pena permanecer com elas na minha vida. Perdi algumas referências/esperanças importantes. Cortei laços de afeto bem fortes. É a vida que flui em seu incessante movimento. Mas bem que eu queria que ela fluísse mais lentamente...

Descontrole da Crespa!!!: Reunião de família

Descontrole da Crespa!!!: Reunião de família:           No último final de semana me reuni com alguns parentes. Fazia muito tempo que eu não os via. Foi bem legal... rever os primos......

Reunião de família

         No último final de semana me reuni com alguns parentes. Fazia muito tempo que eu não os via. Foi bem legal... rever os primos...ouvir estórias e confidências... rir de nossas próprias piadas... do nosso passado que não foi fácil pra nenhum de nós mas, que agora, parece bem menos complicado.              Não pude deixar de pensar que cada um de nós conviveu juntos por muitos verões, riu muito, chorou junto e que, agora, cada um tem uma vida própria e independente... cada um foi construindo a sua própria estória... com alguns cruzamentos, encontros e desencontros... términos e recomeços... cada um com suas próprias dores... e mesmo assim tudo aquilo que um dia que nos uniu ainda está ali. Há pessoas novas nas nossas vidas: novos desafios, novos trabalhos, filhos, maridos... a vida seguindo.
        Pensei também que essas pessoas são tão importantes pra mim e que contribuíram de diferentes maneiras para que eu seja como eu sou hoje, e também para que eu reveja meus valores, aquilo que considero importante e o que já não me serve mais.
       Mesmo estando com tanta gente familiar e conhecida, confesso que me senti muito sozinha, muito solitária e talvez estivesse falando um idioma que ninguém entendia... como pode isso? Fui tão próxima dessas pessoas e hoje me considero tão distante? Quem mudou aqui? Por que eu não me considero mais parte de tudo isso? Por que a minha maquininha automática de julgamento e classificação das pessoas se liga tão rapidamente quando encontro essas pessoas? Perguntas... perguntas... essa viagem gerou muito mais dúvidas e perguntas do que propriamente uma sensação boa... será que eu mudei tanto assim? Onde foi que eu me perdi? Ou será que já me encontrei? 
          Me sinto no meio do caminho. Em uma ponte que une dois mundos com valores bem diferentes: o meu mundo cheio de coisas que considero importantes, de valores que me parecem bem reais e familiares e o resto do mundo cheio de coisas práticas e problemas que parecem bem mais reais que os meus.
Isso foi uma reunião de família. Um estopim pra repensar um monte de coisas... não sei se agradeço ou enlouqueço!!!

Descontrole da Crespa!!!: Parada!!!

Descontrole da Crespa!!!: Parada!!!: Estou me sentindo assim: parada... estagnada... presa em uma noite sem fim... A noite é bonita e importante. Está me ajudando a descobrir...

Parada!!!

Estou me sentindo assim: parada... estagnada... presa em uma noite sem fim...
A noite é bonita e importante. Está me ajudando a descobrir muitas coisas a meu respeito... a rever a forma como eu me relaciono com as pessoas... o que eu considero importante e o que não deve ser levado tão á sério.
Essa noite tá tão escura... e sinto que minha energia está sendo drenada, sugada, extraída e desperdiçada em acontecimentos que não colaboram em nada para o meu crescimento...
O que fazer? Pra onde ir? Quem pode me ouvir? Alguém pode enviar um resgate?
Essa escuridão toda está me cansando... onde foi parar a minha alegria? A minha busca por aquilo que é importante prá mim? Estou cansada... tão cansada de estar cansada... de fazer apostas nas pessoas erradas e de sempre sair machucada.
Ao mesmo tempo, tenho plena consciência que a minha vida está cheia de bençãos e coisas boas... só estou com muita dificuldade de enxergar tudo isso...
Talvez, o melhor a ser feito é se por em movimento... afinal, mexer-se sempre gera algum tipo de energia...
Alguém por favor me envie um bote salva-vidas....