Namoro ou amizade???

Isso é namoro ou amizade?
Porque só conseguimos pensar sobre essas duas possibilidades de maneira excludente? Por que um ou outro? Por que não os dois? Ou algo novo? Uma terceira possibilidade?
Talvez seja porque namoro presume posse e posse presume perda. Perda de liberdade? Perda de outras alternativas? A partir de que momento, uma soma (uma união de duas pessoas) passou a gerar um saldo negativo?
Por que não conseguimos construir ou estabelecer alguns padrões de relacionamento mais saudáveis e menos egoístas?
Posso estar sendo ingênua, mas eu gostaria de acreditar na possibilidade de um novo tipo de relação, no qual a necessidade de posse ficasse em segundo plano, e, em troca disso, priorizássemos a alegria do encontro, da troca, do afeto e do querer bem.
Assim, penso eu, não haveria lugar para o ciúme, porque seríamos honestos e corajosos o suficiente para renegociarmos os termos do acordo que nos faria ficar juntos com alguém, e procuraríamos investir na construção de uma relação satisfatória ao invés de sair em busca de novas pessoas.
Afinal, as pessoas são livres e seria um engano tentar "prender alguém". O desejo de ficar junto deve ser cultivado ao longo da relação por meio de escolhas e projetos de vida.
Acho que todo o namoro deve ser construído sob as bases de uma amizade sólida, profunda e honesta... e toda a amizade deve priorizar a felicidade e o querer bem... as pessoas são mais complexas e profundas e seria um erro estabelecer que a relação entre duas pessoas só pode ser construída/definida sobre esses parâmetros... está mais do que na hora de repensarmos isso e tentarmos uma nova alternativa.
Desejo vocês coragem pra tentar algo assim!!!

Muita Luz pra vocês!!!

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário e um endereço de contato pra gente se falar!!!