Sobre os graus de desapontamento...

Oi gente boa...
Bom, hoje eu escrevo por motivações não boas...
Durante um bom período de tempo durante esse início de ano, estive vivendo um momento de vida muito feliz, de grandes descobertas e conversas boas mas, como tudo na vida tem um fim, esse período terminou hoje. Terminou de uma maneira seca, direta e sem segundas chances... mais uma vez... meu coração ficou partido... em pequeninos pedaços...
Eu acho que eu já deveria ter me acostumado. Já tive três grandes professores. Mas eu sou assim: vivo saltando de precipícios sem corda de proteção e sem plano B. A cada salto espero o melhor, mas, não tenho tido muita sorte. Um desses professores já me disse para ir com calma mas eu não consigo: sou do tudo ou nada. E ultimamente só tenho tido o nada. Não tenho tido sorte com as capitais.... melhor procurar em outros lugares.
Talvez agora eu aprenda a me preservar um pouco mais e lembrar que ainda não encontrei uma pessoa que esteja preparada pra receber o tanto de amor que eu tenho pra dar. Aprenda a não ir com tanta sede ao pote.Aprenda que o amor é um presente que não pode ser dado para qualquer pessoa. Aprenda a pensar mais com a cabeça e menos com o coração. Simplesmente aprenda.
Por enquanto vou me recolher do mundo... preciso pensar...

2 comentários:

  1. Fica de boa!! Sei o que sentes! Já passei por um rompimento de uma relação de 15 anos, depois conheci alguém que parecia um sonho, com quem vivi uma história de amor que acabou de forma, dura, seca a sem explicações, depois colecionei muitas decepções, mas nunca deixei de acreditar o amor e que encontraria quem merecesse meu amor, de novo me joguei de cabeça e tomei aquela escovada! Agora me limito a viver minha vida! Focar nos meus estudos e não esperar nada dos outros! Assim é a vida! Sempre sobrevivemos!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário e um endereço de contato pra gente se falar!!!