Filosofia da formiga

Oi gente... tô viva...mas essa semana foi punk rock!!
Quem me conhece bem sabe que odeio mudanças!! Levo tempo pra me adaptar a novas situações e assimilar novas exigências. Pois bem, essa semana foi o oposto de tudo isso. Foi tudo ao mesmo tempo agora. Uma demanda nova atrás da outra. Sem tempo pra pensar. Sem pausa. Sem preparação. As coisas iam surgindo e exigindo uma resposta imediata. E muitas vezes me senti como essa formiga da ilustração: carregando um peso muito maior que eu pensava que podia carregar e sem tempo para pensar. Todas as situações que ocorreram exigiam uma resposta minha imediata e paciência... muita paciência... muito jogo de cintura e muita calma. Pra falar a verdade, eu até me admirei de mim mesma: fiquei surpresa com a forma rápida que consegui resolver as coisas e tive um aprendizado bem importante: pouquíssima coisas me abalam, a vida é muito curta pra deixar os eventos do dia a dia tirarem a tua calma e paz de espírito. Tudo passa. Ás vezes demora um pouco. Mas aquilo que agora te aflige pode se tornar um aprendizado. Simples assim.
Nos momentos mais tensos nos quais eu achei que não iria mais aguentar e explodir, adotei a filosofia da formiga: um passo depois do outro, sem pressa, mas sempre em frente sem parar, tendo certeza que se assim fosse eu chegaria aonde eu precisava mesmo que demorasse. Caminhei muito durante esses poucos dias e isso me faz pensar e refletir sobre muitas coisas. Refleti sobre os meus erros e fiquei feliz com os meus acertos.
Daqui pra frente, quando o bicho tiver pegando na minha vida, vou seguir a filosofia da formiga: um passo de cada vez, sempre em frente, mesmo que devagar, a gente chega lá... com certeza!! Eu recomendo!!!

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário e um endereço de contato pra gente se falar!!!